IDEAS home Printed from https://ideas.repec.org/p/ise/isegwp/wp182012.html
   My bibliography  Save this paper

O comércio intra-sectorial no sector agro-alimentar em Portugal: o cluster de produtos competitivos/ Intra-industry trade in Portuguese agro-industry: the competitive cluster

Author

Listed:
  • Cristina Hagatong
  • Horácio C. Faustino

Abstract

Com base nos dados de comércio para os 27 países da União Europeia e para os 10 principais parceiros comerciais no resto do mundo, este trabalho analisa a evolução do comércio intra-sectorial total e por tipos (comércio intra-sectorial horizontal e vertical) na indústria agro-alimentar (IAA) Portuguesa para o período 2000-2008. Utilizando uma desagregação a 5 dígitos da CAE, o estudo analisa os 20 principais do comércio bilateral (produtos em que o comércio- exportações mais importações- é mais elevado) sendo os índices ao nível da indústria calculados como média ponderada dos índices ao nível do produto. A análise para a IAA permite-nos concluir que este sector acompanha a evolução do nosso país como país desenvolvido em termos do padrão de comércio dos produtos industriais. Ao longo do período em análise houve um aumento do conteúdo intra-sectorial no comércio dos produtos da IAA e o comércio intra-sectorial é predominantemente do tipo vertical. Os resultados evidenciam, também, que os nossos principais parceiros comerciais em termos de comércio intra-sectorial na IAA são a Espanha (com grande destaque), a Itália, a França e a Bélgica e a Alemanha, coincidindo, em termos gerais, com aqueles que são os nossos principais parceiros comerciais. Na análise para os países extra- Comunitários destaca-se o Canadá. Na análise microeconómica destacam-se a produção de vinhos comuns e licorosos, os produtos cárneos, os lacticínios, mas, também, a produção de azeite, a fabricação de sumos de frutos e de produtos hortícolas e a congelação de produtos de pesca e da aquacultura, principalmente no comércio com a Espanha. Novamente, a Espanha e a Itália são os mercados mais importantes para os produtos referidos.

Suggested Citation

  • Cristina Hagatong & Horácio C. Faustino, 2012. "O comércio intra-sectorial no sector agro-alimentar em Portugal: o cluster de produtos competitivos/ Intra-industry trade in Portuguese agro-industry: the competitive cluster," Working Papers Department of Economics 2012/18, ISEG - Lisbon School of Economics and Management, Department of Economics, Universidade de Lisboa.
  • Handle: RePEc:ise:isegwp:wp182012
    as

    Download full text from publisher

    File URL: http://pascal.iseg.utl.pt/~depeco/wp/wp182012.pdf
    Download Restriction: no

    Corrections

    All material on this site has been provided by the respective publishers and authors. You can help correct errors and omissions. When requesting a correction, please mention this item's handle: RePEc:ise:isegwp:wp182012. See general information about how to correct material in RePEc.

    For technical questions regarding this item, or to correct its authors, title, abstract, bibliographic or download information, contact: (Vitor Escaria). General contact details of provider: https://aquila1.iseg.ulisboa.pt/aquila/departamentos/EC .

    If you have authored this item and are not yet registered with RePEc, we encourage you to do it here. This allows to link your profile to this item. It also allows you to accept potential citations to this item that we are uncertain about.

    We have no references for this item. You can help adding them by using this form .

    If you know of missing items citing this one, you can help us creating those links by adding the relevant references in the same way as above, for each refering item. If you are a registered author of this item, you may also want to check the "citations" tab in your RePEc Author Service profile, as there may be some citations waiting for confirmation.

    Please note that corrections may take a couple of weeks to filter through the various RePEc services.

    IDEAS is a RePEc service hosted by the Research Division of the Federal Reserve Bank of St. Louis . RePEc uses bibliographic data supplied by the respective publishers.